reforma previdencia social

Como ficará a reforma da previdencia social?

Como já era esperado e anunciado várias vezes em nosso site, o Presidente da República Michel Temer anunciou sua Proposta de Emenda a Constituição – PEC visando a reforma da previdencia social.
Esta PEC passará agora por uma votação no Congresso Nacional, que decidirá se realmente haverá ou não a reforma da previdencia social.
As principais mudanças que estarão sendo votadas pelo Congresso Nacional são:

1) IDADE MÍNIMA PARA SE APOSENTAR: dentro da proposta está em fixar uma idade mínima para se aposentar de 65 anos de idade para ambos os sexos, ou seja, tanto a mulher quanto o homem terão que ter no mínimo 65 anos de idade para requerer sua aposentadoria;

2) TEMPO MÍNIMO DE CONTRIBUIÇÃO: será fixado o tempo mínimo de 25 anos de contribuição para que se consiga se aposentar (deverá ter idade mínima + tempo de contribuição mínima);

3) COEFICIENTE DE CÁLCULO AJUSTADO: atualmente o coeficiente de cálculo da aposentaria é de 70% + 1% para cada ano contribuído, passará a ser de 51% + 1% para cada ano contribuído, ou seja, antigamente com 30 anos de contribuição você conseguiria se aposentar com 100% do seu salário de benefício, agora, com a mudança, terá que contribuir por 49 anos para alcançar esses mesmos 100%.

4) REGRAS DE TRANSIÇÃO: não todos os segurados que serão afetados totalmente por esta proposta. Se você tiver mais de 50 anos de idade, se homem, e mais de 45 anos de idade, se mulher, terá uma regra de transição diferenciada. Caso você esteja dentro da regra de transição diferenciada, terá que contribuir mais 50% do que falta pra você se aposentar.
Exemplo da regra de transição: sou homem, tenho 51 anos de idade e 29 anos de tempo de contribuição. Atualmente faltaria apenas 6 anos para eu me aposentar. Você deverá adicionar mais 50% nestes 6 anos que falta se aposentar, ou seja, você deverá contribuir um total de 9 anos. A regra de transição adicionou 3 anos a mais para você poder se aposentar.

5) PENSÃO POR MORTE: será proibido a acumulação de pensão por morte com sua aposentadoria. Os segurados que já recebem os 2 benefícios juntos não serão afetados, somente se aplicará para futuras concessões.

6) BENEFÍCIO ASSISTENCIAL: subirá para 70 anos a idade mínima e poderá ser concedido um valor de benefício menor que o salário mínimo.

7) SERVIDORES PÚBLICOS: perderão o direito de paridade entre os ativos e os aposentados, e os aposentados passarão a receber reajustes de acordo com a inflação.

Clique aqui para acessar na íntegra a PEC 287/2016

O governo alega existir um pseudo rombo na previdencia social para justificar esta reforma absurda que praticamente extinguirá o direito de aposentadoria dos brasileiros.
Imagine, para você se aposentar com 100% do que lhe é de direito terá que iniciar a vida de trabalho aos 16 anos de idade e trabalhar SEM PARAR até os 65 anos de idade.
Fizemos um infográfico para facilitar a visualização de como é atualmente a previdencia social e como ficará com a reforma:

reforma previdencia social
Ficou alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo ou entre em contato.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *