carencia

Como funciona a Carência dos benefícios?

Carência nada mais é do que o tempo que o segurado tem que contribuir para poder ter direito a um benefício. Quanto mais contribuições você tem no sistema do INSS, mais benefícios você terá acesso.
Tendo isto em mente, você deve saber que cada benefício do INSS tem um período de carência que deve ser completado para depois poder ter direito de recebe-lo, conforme será explicado abaixo:
Auxílio doença e Aposentadoria por Invalidez: será necessário contribuir no mínimo 12 meses.
Auxílio doença e Aposentadoria por Invalidez (acidente de trabalho): não há exigência de carência, isto quer dizer que você deve ter trabalhado pelo menos 1 mês para a empresa na qual sofreu o acidente de trabalho.
Auxílio doença e Aposentadoria por Invalidez (sofrido por um acidente de qualquer natureza): acidente de qualquer natureza está ligado, por exemplo, ter sido atropelado na rua. Diferente seria se você contraiu uma gripe e precisa do auxílio doença, neste caso você se encaixa na primeira opção citada acima. Se você sofrer um acidente de qualquer natureza não será necessário carência, igual como é feito no acidente de trabalho.
Pensão por morte, salário família, auxílio-acidente e auxílio-reclusão: não necessitam de carência também, basta ter contribuído uma única vez ao sistema do INSS e manter a qualidade de segurado.
Salário-maternidade (somente seguradas EMPREGADAS): não será exigido carência, somente ter trabalhado pelo menos 1 mês como empregada.
Salário-maternidade (para todos os demais tipos de contribuintes): será necessário ter pago 10 contribuições imediatamente anterior a gravidez.
Salário-maternidade (para o trabalhador rural) terá que comprovar que trabalhou por 12 meses como trabalhadora rural.
Aposentadoria por idade, Aposentadoria por tempo de contribuição e Aposentadoria especial: será necessário ter pago no mínimo 180 contribuições.
Basicamente seria isto a respeito da carência dos benefícios do INSS. Caso reste alguma dúvida entre em contato que iremos lhe ajudar com o maior prazer.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *