regra 85/95

Aposentar agora ou esperar a regra 85/95?

Primeiramente, devo esclarecer que a regra 85/95 é uma das formas mais novas de se aposentar, a qual lhe dará direito a se aposentar com 100% do que você tem direito (sem aplicação do fator previdenciário) ao completar os seguintes requisitos:

  • A somatória do tempo de contribuição + a idade da mulher: somando os dois deverá alcançar no mínimo 85 pontos.
  • A somatória do tempo de contribuição + a idade do homem: somando os dois deverá alcançar no mínimo 95 pontos.

Vale enfatizar que a cada 2 anos após a promulgação (foi em 2016) dessa nova regra de aposentadoria será ampliado em 1 ponto, até o total de 100 pontos para o homem e 90 pontos para a mulher, conforme datas abaixo:

I – a partir de 31 de dezembro de 2018: o somatório exigido será de 86 pontos para a mulher e 96 pontos para o homem.

II – a partir de 31 de dezembro de 2020: o somatório exigido será de 87 pontos para a mulher e 97 pontos para o homem.

III – a partir de 31 de dezembro de 2022: o somatório exigido será de 88 pontos para a mulher e 98 pontos para o homem.

IV – a partir de 31 de dezembro de 2024: o somatório exigido será de 89 pontos para a mulher e 99 pontos para o homem.

V – a partir de 31 de dezembro de 2026: o somatório exigido será de 90 pontos para a mulher e 100 pontos para o homem.

Vale a pena esperar até completar os requisitos da regra 85/95?

Isto vai depender muito de cada caso, mas vou tentar explicar em quais casos vale a pena e quais não vale, é tudo questão de cálculo.

Você sempre deverá fazer um cálculo baseado em 3 situações:

  1. Quanto você receberia se estivesse aposentado hoje com o fator previdenciário;
  2. Quanto você receberia se aguardasse até completar a regra 85/95; e
  3. Quanto você deixou de receber por estar esperando completar a regra 85/95.

Com estes valores em mente, você poderá calcular e chegar a várias hipóteses, conforme vou demonstrar no exemplo abaixo:

Exemplo 1: João, no mês 04 de 2018, possui 57 anos de idade e 35 anos de tempo de contribuição. João da entrada na sua aposentadoria por tempo de contribuição, pois possui o requisito mínimo de 35 anos de tempo de contribuição. João iria se aposentar, por exemplo, com um valor de R$3.000,00, mas como irá ter a incidência do fator previdenciário sua aposentadoria diminuirá aproximadamente em 22% neste caso. Finalmente, João se aposentou com R$2.340,00.

Exemplo 2: João resolveu aguardar até completar a regra 85/95 para se aposentar integral, sem a incidência do fator previdenciário. Para isto aguardou até o mês 04 de 2019, mas agora a regra é de 96 pontos no somatório e não mais 95 pontos. João continuou trabalhando até 04/2019 e possui agora 58 anos de idade e 36 anos de tempo de contribuição, totalizando 94 pontos, não podendo se aposentar pela nova regra ainda.

João voltou a dar entrada na sua aposentadoria no mês 04 de 2020, continuando a trabalhar, sendo que ainda estava valendo a possibilidade de se aposentar com 96 pontos. Agora, João possui 59 anos de idade e 37 anos de tempo de contribuição, fazendo a somatória teria alcançado finalmente aos 96 pontos exigidos por lei. Digamos que com os reajustes da previdência, João teria se aposentado no mês 04 de 2020 com um valor de R$3.180,00.

Confrontando os dois exemplos

Vamos usar as 3 situações que descrevemos antes de citar os 2 exemplos acima:

No caso de João no primeiro exemplo, estaria recebendo R$2.340,00 em 04/2018.

  • Quanto você receberia se aguardasse até completar a regra 85/95; e

No caso de João no segundo exemplo, receberia R$3.180,00 em 04/2020

  • Quanto você deixou de receber por estar esperando completar a regra 85/95.

No caso dos dois exemplos, João ficou aguardando 2 anos para completar a regra 85/95, totalizando no primeiro ano 13 parcelas (contando o 13º salário) de R$2.340,00 e mais 13 parcelas (contando de novo o 13º salário) de R$ 2.480,00 (reajustado conforme é feito todo ano pela previdência). Você teria deixado de ganhar R$62.660,00 para ter hoje uma aposentadoria com R$700,00 a mais por mês.

 

Conclusão…

Como podemos ver, no caso de João irá perder muito dinheiro para esperar até completar a regra 85/95 e se aposentar integral. Isto vai depender muito de cada pessoa, mas na maioria das vezes não vale a pena esperar se encaixar nesta regra e se aposentar integral, pois você irá jogar muito dinheiro fora.

Quando falta pouquíssimo tempo (em média de 12 meses) para se aposentar com a regra 85/95, nesses casos realmente pode sim valer a pena esperar, mas quando falta mais do que isto começa a ficar inviável.

Para ter certeza qual a melhor opção para você, é muito importante fazer um planejamento da aposentadoria antes de dar entrada no INSS. Acredite se quiser, um bom planejamento fará você deixar de perder MUITO dinheiro.

Faça uma consulta com nosso parceiro clicando aqui, ele poderá lhe orientar melhor a respeito de como se planejar antes de se aposentar.

Ficou com dúvida? Deixe sua mensagem abaixo.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *