aposentadoria dentista

Como funciona a Aposentadoria do Dentista?

O dentista é o profissional que está constantemente expostos a agentes nocivos, por isto esta profissão é classificada como especial quando for requerido a aposentadoria.
O grande problema é: o INSS não considera o dentista como uma atividade profissional especial, pelo fato de que esta profissão geralmente é praticada por contribuintes individuais. Única forma de conseguir esta aposentadoria é por intermédio da justiça.

Quais agentes nocivos estão expostos os Dentistas?

São inúmeros os agentes nocivos, mas podemos citar os mais comuns que são: bactérias, fungos, vírus, mercúrio, anestésicos, catalisadores, bactericidas, radiação ionizante, etc…

Tenho que trabalhar quanto tempo para me aposentar?

O dentista tem direito a aposentadoria com 25 anos de tempo de contribuição, pois trata-se de uma aposentadoria especial. O mais interessante deste tipo de aposentadoria, é que você não sofre incidência do fator previdenciário, ou seja, se aposenta com 100%.

Como computar o tempo de contribuição de outras profissões junto com a de dentista?

Devemos analisar duas situações:
1) Caso essas outras profissões também sejam consideradas especiais, poderá somar o tempo delas junto com a de dentista e buscar a aposentadoria com 25 anos de tempo de contribuição como aposentadoria especial;
2) Caso não sejam consideradas especiais, deverá fazer a conversão do tempo trabalhado como dentista em tempo comum, ou seja, deverá multiplicar todo o tempo trabalhado como dentista por 1,4. O resultado desta multiplicação deverá ser somado as outras profissões. Nesta situação você sofrerá o fator previdenciário, pois sua aposentadoria seria comum.
Exemplo 1: trabalhei 10 anos como dentista e 15 anos como metalúrgico. Nesta situação ambas as profissões são especiais, somando elas teremos 25 anos de tempo especial, conseguindo a aposentadoria especial
Exemplo 2: trabalhei 10 anos como dentista e 21 anos como auxiliar administrativo. Nesta situação, temos 10 anos de tempo especial de dentista e 21 anos de tempo comum como auxiliar administrativo. Você deverá multiplicar os 10 anos por 1,4, ou seja, teremos 14 anos de tempo comum. Soma-se os 14 anos com os 21 anos de auxiliar administrativo, chegando aos 35 anos de tempo de contribuição, podendo solicitar aposentadoria por tempo de contribuição.

Já me aposentei, mas não tive a conversão como mencionado anteriormente, o que posso fazer?

É possível realizar uma revisão da sua aposentadoria e conseguir aumenta-la. Geralmente você ganhará bons valores de atrasados e como trata-se de atividade especial os valores da aposentadoria aumentam bastante.
Se você está em dúvida se está ou não nesta situação, busque auxílio de um especialista na área previdenciária, este profissional estará habilitado a lhe fornecer a informação mais precisamente.
Basicamente são estas as principais informações a respeito da profissão do Dentista na hora de se aposentar.
É muito aconselhado que os Dentistas procurem se aposentar com o auxílio de um advogado, pois é muito arriscado faze-la somente confiando no INSS.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER

3 comentários sobre “Como funciona a Aposentadoria do Dentista?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *